Iniciativa Verde intensifica ação junto aos agricultores paranaenses

Na segunda-feira (25), uma equipe da Iniciativa Verde, coordenada pelo técnico da organização Renato Miazaki de Toledo, estará no Paraná para uma série de encontros e reuniões com entidades rurais e agricultores da bacia hidrográfica do Rio Piquiri.

A ONG especializada em reflorestamento vem tendo uma atuação destacada no Paraná desde 2009. Neste atual projeto, a Iniciativa Verde tem o apoio e financiamento do Programa Iniciativa BNDES Mata Atlântica e o objetivo de restaurar ao menos 100 hectares de florestas, ainda em 2013.

O trabalho da Iniciativa Verde na região é realizado em parceria com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), por meio do Escritório Regional de Toledo para a recomposição das matas ciliares da bacia do Rio Piquiri. A atual visita tem o objetivo de acelerar o processo garantindo novas adesões e o cumprimento das metas previstas no contrato com o BNDES.

O trabalho está concentrado na chamada Frente Corredor do Piquiri em trecho que abrange os municípios de Palotina, Formosa do Oeste, Nova Aurora e Assis Chateaubriand.  Os corredores ecológicos do Paraná contemplam uma faixa de cinco quilômetros às margens dos grandes rios do estado. Esses corredores têm o objetivo de ligar os grandes fragmentos remanescentes de vegetação nativa da Mata Atlântica do estado.

Segundo Renato Miazaki, as vantagens para o agricultor que aderir ao projeto são claras e transparentes, “o agricultor receberá todo o apoio, suporte e assistência técnica durante dois anos para garantir o sucesso do reflorestamento” e, complementa, “não há razão para qualquer temor, o proprietário rural receberá todos os esclarecimentos que forem necessários e os benefícios são muito grandes”.

O projeto foi desenhado para incluir a agricultura familiar e remunerar o próprio agricultor pela mão de obra de preparo da terra, plantio de mudas e manutenção do reflorestamento na bacia do Piquiri. Apenas o cercamento será terceirizado quando houver necessidade.

As mudas serão doadas pelo IAP e a Iniciativa Verde fornecerá suporte técnico e os demais insumos, além de remunerar os serviços para plantio e parte da manutenção. Os próprios agricultores serão contratados, sempre que possível, de modo a receber diretamente pelos serviços.

O recurso inclui os serviços de cercamento, os insumos que forem necessários  (diesel, iscas, formicidas, entre outros) e uma ajuda de custo a ser paga diretamente ao agricultor.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. […] a bacia hidrográfica do Rio Piquiri como Formosa do Oeste, Nova Aurora e Assis Chateaubriand.  Nestas cidades foram realizadas reuniões com o poder público visando esclarecer os principais pontos e os benefícios aos agricultores que decidirem aderir […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: