Itaú realiza debate sobre eficiência energética no Rio de Janeiro

Publicado em Portal Fator Brasil em 18/09/2008

Evento reunirá jornalistas, clientes e acadêmicos para tratar sobre eficiência energética e cases empresariais.

São Paulo – Como otimizar o consumo de energia, quais os benefícios gerados para os usuários e a sociedade e o meio ambiente, quais as barreiras para implementação, são algumas das questões que estarão presentes na próxima edição do “Diálogos Itaú de Sustentabilidade”, que mais uma vez vai ao Rio de Janeiro. Além de estimular o debate sobre a real motivação da busca pela atuação econômica e socioambiental, com o tema: “Sustentabilidade e Eficiência Energética”, o encontro trará cases de sucesso de empresas sediadas no município. O “Diálogos” será realizado nessa quinta-feira (18 de setembro), na Academia Brasileira de Letras, no Teatro Raimundo Magalhães Junior (Av. Av. Presidente Wilson, 203, 1º andar ) a partir de 18h30.

“O Diálogos volta ao Rio de Janeiro para darmos seqüência a esse importante debate com empresas que possuem boas práticas de responsabilidade socioambiental, como a Neoenergia. Queremos gerar reflexões sobre o tema em discussão que, nesse caso, abordará a desmistificação da sustentabilidade gerida pelas instituições”, explica Sonia Favaretto, superintendente de Sustentabilidade e Comunicação Interna e Institucional do Itaú.

O debate terá apresentações do vice-presidente da ABESCO, Marco Antonio Donatelli, e de case da empresa Neoenergia, com a superintendente Ana Christina Mascarenhas. O evento terá mediação da jornalista Sonia Araripe, diretora da Revista Plurare. O encontro é aberto ao público, que pode confirmar presença no telefone 0800 772 23 39.

Histórico de debates – Em março, o Itaú iniciou o ciclo de debates 2008 do “Diálogos Itaú de Sustentabilidade” em São Paulo, trazendo o tema “Mercado de Crédito de Carbono: cenários, perspectivas e desafios”. O encontro contou com a presença do embaixador Rubens Barbosa, com a palestra “Cenário atual e tendências do mercado de crédito de carbono”, e com a apresentação de cases da Santaelisa Vale S/A e Klabin, duas referências no uso de créditos de carbono no Brasil. A mediação do debate ficou a cargo do jornalista Ricardo Voltolini, especializado na cobertura de responsabilidade socioambiental.

Em junho, Porto Alegre recebeu o “Diálogos”, também para discutir a Sustentabilidade como Diferencial ou Condição. O debate teve a apresentação de Clarissa Lins, Diretora da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável, e com a presença de executivos da Braskem, maior empresa petroquímica da América-Latina e da Vonpar, franqueada da Coca-Cola no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Dando continuidade, em agosto o debate foi em Campinas com a participação da Elektro e CPFL e um público de mais de 250 pessoas. Tais eventos têm suas emissões compensadas pela ONG Iniciativa Verde

Nos últimos dois anos, o “Diálogos Itaú de Sustentabilidade” esteve presente em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, com a participação de nomes como Steven Rochlin, diretor da Accountability International, José Goldemberg, professor e doutor em Ciências Físicas pela Universidade de São Paulo, Cláudio Boechat, da Fundação Dom Cabral – FDC. Executivos da Natura, Sadia, Duratex, Petrobras, Coca-Cola, Companhia Vale do Rio Doce, Cemig e Wobben Wind Power contaram suas experiências e debateram temas como mudanças climáticas, diferenciais, índices, as oportunidades e desafios da prática de sustentabilidade nas empresas.

Sustentabilidade no Itaú – Ao longo de sua história, o Itaú procura combinar consistente desempenho financeiro com atitudes que privilegiam a ética, a transparência no relacionamento com clientes, colaboradores, acionistas e comunidade e a competência gerencial, colocando-se a serviço da sociedade na busca conjunta de soluções para os problemas sociais e ambientais. Em linha com esses valores, o Itaú é a primeira empresa brasileira a se associar à AccountAbility, organização internacional criada em 1995 com o objetivo de promover inovações e a disseminação de práticas socialmente responsáveis. Considerada hoje uma referência, entre as iniciativas da AccountAbility merece destaque a AA1000, um conjunto de diretrizes ligadas à ética e à responsabilidade social, cuja adoção é passível de auditoria externa. O Banco Itaú e o Itaú BBA reafirmaram seu compromisso aderindo à versão revisada dos Princípios do Equador em julho de 2006, por meio dos quais se comprometem a observar a política social e de meio ambiente da IFC (Internacional Finance Corporation), organismo do Banco Mundial, nas operações de financiamento de projetos. Indo além do estabelecido, os critérios socioambientais já são aplicados no Banco Itaú a projetos com valor a partir de R$ 5 milhões. O Banco Itaú tem também investido em programas de ecoeficiência, iniciados em 2004, com o objetivo de reutilização de água e reciclagem de materiais diversos. No Brasil, o Itaú compõe o Dow Jones Sustainability World Index (DJSI World) por 9 anos consecutivos e o Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa. Foi avaliado, em 2007, pela terceira vez consecutiva, como o banco mais ético e mais sustentável entre os maiores bancos da América Latina, pela Latin Finance/Management & Excellence. Foi também o primeiro banco estrangeiro, com negociações na Bolsa de Valores de Nova York, a atender às exigências da Sarbanes-Oxley. | Site: http://www.itaufinancassustentaveis.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: